Como criar uma cultura avaliativa nas organizações?

Cada vez mais, as organizações do Investimento Social Privado (ISP) têm mostrado interesse em aprimorar suas práticas, ampliar a efetividade de suas ações e promover transformações ainda mais significativas nos vários campos em que atuam. Estabelecer processos de reflexão e aprendizagem contínuos sobre o fazer da organização por meio de processos de monitoramento e avaliação tem sido um dos caminhos mais eficazes para atingir esses objetivos.

Nesse sentido, a criação de uma cultura avaliativa nas organizações amplia a agilidade para tomar decisões informadas e a capacidade de adaptar-se a situações dinâmicas e complexas, aproximando as organizações de seus objetivos de transformação social. Por lado, sabe-se também que a criação dessa cultura de avaliação pode representar desafios pras as organizações que assumem esse compromisso. Assim, esta Nota Técnica procura: i) trazer luz ao conceito de cultura avaliativa, mostrando as características de organizações com uma cultura avaliativa forte; ii) mostrar como é possível desenvolvê-la e o que é importante ter para isso; e iii) discutir por que vale a pena investir na cultura de avaliação.

Esta publicação integra a série Notas Técnicas, que publica obras curtas e objetivas para estimular o debate de conceitos, oferecer orientações técnicas e detalhamentos sobre modos de fazer, buscando responder questões relevantes e práticas sobre o campo da filantropia e do investimento social.


Apoiadores da Agenda de Avaliação

Apoiador #4
Apoiador #3 Fundação Roberto Marinho
Apoiador #2 Itaú Social
Apoiador #1 Laudes Foundation

Realização

GIFE

Parceiro Técnico da Agenda Avaliação

Conhecimento Social